domingo, 24 de agosto de 2008

Coca zero detected


coca 

Tenho que parar de almoçar com a Silveira e isso é um fato. O problema é que os almoços com ela são divertidos e muito animados, sem contar que ela tem um bom gosto para escolher restaurantes e é excelente companhia.

Da última vez fomos no La Sagrada e desenvolvemos a teoria do "Coca zero detected", que mostra o grau de "comprometimento" de um ser humano com a coisa. No começo ela não levou muita fé de que funcionava, mas depois de minha convincente argumentação consegui convece-la de que é quase impossivel um ser humano que se preze ser pego pelo "Coca zero detected".

Nada de homofobias ou idiotices do gênero, mas a verdade é que o mundo está mudando e muito, mesmo assim, certas coisas permanecem as mesmas e tradições são tradições em qualquer parte do mundo. Estavamos lá, como todos os outros pobres mortais que tem bom gosto e aquele dia resolveram almoçar no La Sagrada, esperando pela nossa mesa e as pessoas, instaladas no bar, consumiam suas bebidas preferidas, para passar o tempo.

Entre goles de champagne, prosseco, cerveja e outros, a gerente indagou a três "sujeitos", o que eles gostariam de beber e depois de se entreolharem, como que se pedindo mutua aprovação, veio o pedido: "Três cocas zero!"

É batata, não chips, mas é batata, um ser humano de verdade não cai nessa. A argumentação de que poderiam ser esportistas ou amantes inverterados da boa forma, cai por agua abaixo, pois pessoas dessa categoria, não bebem refrigerante, seja ele light, diet ou afins. Definitivamente, Coca zero, não é bebida de seres humanos de verdade e nunca vai ser. Um ser humano de verdade, vai "detonar" uma Coca normal de 2,5 litros, mas jamais vai pedir uma Coca zero no bar.

Nada contra os que tomam Coca zero, apenas não se engane e nem caia no conto do vigário, pois com certeza, em pouco tempo, vai ter de dividir seus pertences com esse ser. Portanto, da próxima vez que sair, em especial a caça, se você for mulher é claro, ligue o seu "Coca zero detected" e boa sorte.

Não querendo arriscar e preferindo ir na boa, na verdade no bom, emails para mim.

Imagem do post: Google

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Fragmentos 3


joia3


Apenas olhe para mim.

Olhe de uma maneira mais provocante, mais instigante, mais sensual, fora do normal.

Olhe de frente, olhe diferente, me faça sentir, me faça gostar.

Me faça querer, desejar, me faça nunca deixar de te amar.

Imagem do post: Google

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Fragmentos 2


joia2

Doí demais, doí, doí, doí...

Porque doí?

Porque chorar? Porque sofrer?

Morrer seria covardia, viver ousadia.

Enfrentar a dor, resistir e sair ileso ao ataque do amor, as loucuras do coração.

Imagem do post: Google

sábado, 16 de agosto de 2008

Pise em mim V


pes1 

Para onde caminhas o meu amor? Qual o destino pretendes seguir? Quais pensamentos guiam os seus passos?

Reflete em mim a sua beleza e transforma a noite em dia, o dia em noite e a tua vida em minha. Morres por mim, mas não corras de mim. Caminha em direção a nós e nunca em direção ao nada.

Delicadamente sobrepõe-se a tudo o que sabemos e temos como sendo certo e expressivamente belo, mágico e ao mesmo tempo sombrio. Frio é o chão por onde passas e quente é a cama onde se deita. Eu não estou mais lá, fui mais cedo me encontrar com a vida e ela me esperava há tempos. Devia-lhe esta visita.

Com a calma que lhe é peculiar, me esperas e sabes que volto para seus braços, para seu colo, para o seu coração. Apenas fui ver a vida, contemplar o sol e cantar com a noite e seu coral de estrelas, fui me encontrar, para encontrar a nós.

Não fujo de ti, assim como não foges de mim. Não tenho você, assim como você não me tem, não temos a ninguém e ninguém nos tem.

Faz do teu medo a minha coragem para lutar e eu nunca vou te abandonar, apenas vou visitar a vida e com ela ter por alguns momentos, apenas vou sentir o ar e a brisa que nos cerca, Jogo-me aos teus pés e sou de fato aquele que te quer.

Encanta-me com seus encantos e eu lhe amo com o meu amor.

Imagem do post: Google

Pise em mim IV


pes 

De uma forma mais que especial você caminha em minha direção e eu retribuo a atenção que você me dá. Transformo-me em seu, sou seu e para sempre serei seu. Como o rio que corre sem parar, sem pressa de chegar, vou ao seu encontro e vejo você ali, minha, só minha, sempre minha.

Imãs de polaridade diferentes, mágicas de alcova e palavras de incentivo. Eu te tenho e por isso sou o que sou, pareço o que sou e faço o que me ordenas.

Mostre-me seus dotes e lhe mostro a vida, lhe dou minha sinceridade e lhe faço votos de boa ventura. A espera do que esta por vir e com a consciência de que ainda temos muito o que viver, aprender e compreender, a respeito de nós, deles e dos nossos medos e anseios.

Pise em mim, mas não me faça de capacho, me tenha como seu mas não me deixe em um canto do seu coração a espera de atenção. Pise em mim, mas não me tenhas como um bibêlo, mero enfeite. Pise em mim e se realize em meu prazer, no seu viver e no nosso amanhecer.

A junção de dois corpos pode ser mais do que apenas um simples balé de formas e nós sabemos disso.

"Experimentadas"


rosto 

Depois de um certo tempo, a idade certa chega e as mulheres se tornam mais desejaveis, menos problemáticas e muito mais dispostas ao risco. Antes disso, nos tempos dos meus pais, para não ir tão longe, tinhamos uma mulher preparada para o trabalho doméstico e que não era estimulada para a vida.

Nos dias atuais temos uma mulher que trabalha fora, se produz, se cuida e nem por isso deixa de exercer a sua porção doméstica. Todos os seres humanos precisam de um tempo para se conhecerem e descobrirem suas potencialidades, seus pontos fortes e fracos, seus porques e todos os seus caminhos. Secretos ou não.

As mulheres levam o tempo certo para isso e quando são descobertas, se tornam jóias de valor sem igual. Precisam ser apreciadas, adoradas, veneradas e tratadas como verdadeiras rainhas que o são. As mulheres de hoje não envelhecem, apenas amadurecem e se tornam "experimentadas" nas coisas da vida e do amor.

Sabem bem o valor de um beijo, de um abraço, de um colo e nem por isso deixam de ser fortes, ativas e diretas. Já não tem mais tempo a perder mas podem perder todo o tempo do mundo ao lado de quem amam.

Antes preferiam os homens mais jovens em busca de disposição e jovialidade. Hoje equilibram suas escolhas e querem apenas alguém que as acompanhe na vida. Não tem mais vergonha e não são sem vergonha. Falam com naturalidade e são naturais ao serem apenas quem são, exalando sensualidade e charme.

Ligam pouco para as marcas do tempo, mas trabalham duro para ameniza-las com as maravilhas da cosmética moderna. Vestem-se bem e apreciam quem também o faz. Mulheres "experimentadas" podem ser loiras, ruivas, morenas, negras, alegres, belas e porque não, meigas.

As mulheres "experimentadas" de hoje, são as maduras de ontem e as coroas de anteontem. Os termos mudam, as denominações se alteram, mas elas continuam as mesmas, a cada dia melhor e com mais conteúdo.

Alguns dizem que depois dos 30, outros falam em depois dos 40, muitos em depois dos 50 e por aí vai, nenhum deles está errado e nenhum deles está certo, todas são mulheres por igual, com todos os seus predicados.

A pele que diz e mostra o tempo, o olhar que amolece o coração mais duro e a atitude que cala a boca mais afoita. A certeza do sim e a clareza do não, o detalhe que revela, o perfume que inebria e entorpece, a voz que gela. Assim é a mulher "experimentada", aquela que todos querem ter, aquela que poucos podem ter, aquela que se dá valor e é valorizada por isso.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Teoria e pratica


teoria e pratica

Na teoria o touro é mais forte que o homem, mas na prática, é o homem quem mata  touro. A teoria é muito bonita e serve para várias coisas, a principal é para enganar os incautos e fazê-los acreditar que tudo é possível, pois teoricamente, essas coisas acontecem.

Na prática, as coisas mudam de figura e o que se realizava com facilidade na teoria, se torna muito mais complicado e aí, os incautos se dão conta de que foram enganados na prática.

Os teóricos de plantão gostam de detalhes e precisam deles para convencer aos incautos de que a sua teoria é válida e principalmente, de que funciona na prática, o que eles não podem provar, porque nunca colocaram a sua teoria em prática.

Os práticos e aqueles que não teorizam, apenas praticam, sabem muito bem o que funciona e o que não funciona, porque eles testaram na prática.  É possível uma pessoa comer sem parar?

Pergunte a quem já fez ou pelo menos tentou. Não pergunte aqueles que acham que sim ou os que acham que não, simplesmente porque teoricamente isso pode ou não ser possível. Os teóricos nesse caso jamais seriam esclarecedores e você ia ficar com essa dúvida para sempre.

Os médicos são teóricos, os exames laboratoriais, são práticos. Na teoria dos médicos é impossível uma pessoa pegar uma doença X, mas como nem eles acreditam muito em suas próprias teorias, pedem os exames necessários, que na prática vão comprovar se uma pessoa pode ou não pegar a tal doença X.

Na teoria, o corpo humano pode realizar qualquer proeza, mas na prática nem todas as proezas são passiveis de realização. Uma das maiores glórias de um homem, é se gabar da quantidade de vezes em que faz sexo numa mesma noite e na teoria, é possível que um homem, faça uma número inimaginável de vezes. Na prática vários fatores influenciam esta "performance" e devem ser levados em consideração.

Homens são teóricos, mulheres são práticas. Até porque, os homens precisam se gabar daquilo que nunca fizeram e que nem sabem se dá certo ou não, apenas para que os amigos tenham inveja deles. As mulheres por sua vez, sabem na prática quantos pratos é possível se lavar em uma hora, quantas roupas é possível se passar em 25 minutos e quantas coisas inúteis elas conseguem comprar com um cartão de crédito sem limites.

A máxima do quem muito fala pouco faz, pode e deve ser aplicada, porque ela foi justamente criada para os teóricos. Os práticos até podem pecar pelo excesso, mas nunca podem ser acusados de não experimentar.

Na teoria, pratique mais e na prática, teorize menos.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Meu diário


diario 

Rio de Janeiro, 9 de maio de 1991

Pai nosso que estais no céu...

Hoje foi dia de missa, para mim, a missa foi um martírio, um sofrimento sem fim. Tenho que por um fim nesse tormento de uma vez por todas.

"Ela veio, estava linda de vestido azul, quase transparente, cabelos soltos e sandálias de couro..."

Quando à vejo meu coração bate mais forte, começo a suar, tremer e a respirar ofegantemente, quase não consigo rezar a missa. A essa altura as beatas mais atentas devem ter percebido a minha descompostura. O que fazer?

"Hoje ela olhou para mim a missa inteira, não tirou os olhos de mim. Pensei em tantas coisas, em Deus, no demônio e em tantas outras coisas inimagináveis que nem sei como essas coisas podem passar pela minha cabeça. Oh meu Deus!"

Não sei porque, mas só penso nela, naquele rostinho e naquela pele macia. Aquela pele... Quando toquei-a pela primeira vez gelei e nem pude acreditar, prometi nunca mais tocá-la, mas não consegui, o amor foi mais forte.

"Estou morrendo por dentro e esse amor me corroí pouco a pouco, lentamente, a cada dia que passa, eu a amo mais e mais. Não consigo mais viver sem seus lábios, seu cheiro e tudo o que ela representa em minha vida..."

Não sei até quando vou suportar esta dor. Até quando meu Deus!

Tento não pecar, mas com o tempo isso vai se tornando cada vez mais difícil e ela é linda como as gotas de orvalho do outono, como o sol do verão, as folhas da primavera e o frio acolhedor do inverno. Ela é brilhante como as estrelas e luminosa como o dia.

Oh Deus, não nos deixe cair em tentação e livrai-nos de todo o mal.. Amém!

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Junto


coleira 

Porque não ficamos para sempre juntos?

Não sei, mas tive uma idéia, vou te encoleirar, vou te levar para todos os lugares e quando eu não estiver por perto, você vai ficar lá, quietinha, presa a sua coleira, esperando o seu dono chegar.

Porque não ser assim? Porque as coisas tem de ser feitas do modo mais dificil?

Não tenho como responder a essas perguntas que eu mesmo fiz, mas tenho como comprar a coleira e aí, as coisas mudam de figura... Junto!

coleira1

Tudo o que é meu, é meu


nos 

E isso inclui você. Isso é um fato e contra fatos não existem argumentos.

Existem coisas que não vão mudar e uma delas é o sentimento de posse que carregamos conosco. O problema desse sentimento é que muitas vezes ele não é concretizado e o que é nosso passa a ser dividido com outras pessoas e por que não, com outras coisas.

Se é meu, não pode estar em outro lugar que não seja em mim. Se é meu, não pode estar com outra pessoa que não eu. Se é meu, deve poder ser usado por mim na hora em que eu desejar e do jeito em que eu desejar.

Existem dois tipos de pessoas, as que mandam e as que obedecem. Eu faço parte do primeiro tipo e preciso por isso, que todas as minhas coisas, incluindo você, estejam ao meu alcance para que possa fazer o que me der vontade, a hora em que der vontade.

As vezes quero apenas conversar, as vezes quero apenas te ver sorrir, por vezes posso querer te bater ou apenas te ver sofrer. Gritar com você, pegar, pisar, beijar, amar, usar e tudo o mais que for possivel, pois você é minha e como minha tem de estar a minha disposição e a minha mercê. Tem de me obedecer fielmente sem reclamar e devotar todo o seu tempo a mim.

Não se sinta um objeto, você apenas é minha. Dito isto, posso fazer o que quiser com você, inclusive te fazer feliz.

Isto é uma ordem!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Não faça nada por mim


pelucia 

E eu que pensava que podia dar as costas para a vida e correr sozinho em cima da corda bamba que é o dia a dia em que vivemos. Mero engano, um engano total se eu levar em conta que as coisas acontecem independente da nossa vontade.

Fiz de tudo um pouco e até cheguei a me transformar em fragmentos de mim para ver se dava certo e o que eu consegui foi apenas uma terrível dor de cabeça por não estar a altura dos meus anseios. E que anseios são esses?

Queijo curado de minas com doce de leite  fica bom depois de um farto almoço e porque não depois de um dia de trabalho? Porque, eu respondo, o queijo é de minas e isso não tem nada haver com o doce de leite, que também é de minas, mas na geografia dos dias atuais fica em cima da geladeira e com isso se torna de difícil acesso.

Tudo o que você lê e o que você ouve por aí não expressa a realidade, apenas mostra que temos de mudar a forma como consumimos a informação. Por todas essas coisas é que meus anseios sempre aumentam e se tornam difíceis de serem alcançados. Eu sofro com isso, mas não me abalo pois sei que as coisas vão mudar, assim como mudam as marés e as estações do ano.

Perdi as contas das vezes em que dormi acordado pensando no nada que nos cerca e nessas vezes, descobri que podemos dobrar de tamanho apenas com a força do vento. Se ele soprar para o norte sim, para o leste ou para o oeste não, mas isso não vem ao caso agora.

O porque de tudo é simples e como sempre não tem explicação, apenas é assim e pronto.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Abandonado


umbigo 

Não que seja e nem que fosse, porque não vai ser, mas tem que ser.

Poderíamos ficar por horas a fio sem ver o sol que mesmo assim ele estaria lá esperando por nós com todo o seu brilho e esplendor. Poderíamos ficar por horas a fio vendo o sol que mesmo assim não nos cansaríamos e continuaríamos por uma eternidade.

Foi em um desses momentos de contemplação ao sol que ele acordou, caiu da cama e se lembrou que já estava deveras atrasado para ser alguém na vida. Com muito custo colocou um pijama e foi dormir, isso não sem antes, escovar os dentes e se despedir de todos.

Quando ele saiu novamente não disse se ia voltar, apenas se foi e pronto. Fizeram uma festa em sua homenagem e ele adorou isso porque ele sabia que aquela festa era sincera e acontecia de forma espontânea, sempre que ele chegava ou saia de seu mundo particular para se jogar de cabeça no meio do turbilhão de emoções do amor.

Nada mais justo do que perder um dente ou um dedo quem sabe. O que ele não achava justo era perder o humor e a vontade de ser feliz. Copos e copos de café eram jogados no lixo todos os dias, garrafas de vodca e pedaços de pano, tudo isso não podia ser reciclado e nem ao menos usado para conforto próprio e individual. Assim como as voltas que a terra dá em torno do sol servem para alguma coisa, as voltas que ele dava em torno de si mesmo, deveriam também servir para alguma coisa, mesmo que essa coisa não servisse para nada.

Foi fantasiado assim de aprendiz que ele cruzou os portões pela última vez e foi com esse sentimento que ele viu todos irem embora e o deixarem abandonado no meio do nada apenas com as roupas do corpo e uma bola de basquete. Jogando como ninguém, ele fez 30 cestas de 3 pontos e foi campeão de tiro ao alvo, enquanto que o gladiador enchia a cara de bebida falsificada e declarava o seu amor pela bailarina.

No meio da madrugada o gari ainda tentava conquistar a medica, que flertava com o policial e dava risadas com a dançarina, mas tudo isso não sem antes se certificarem de que estavam divinas em suas fantasias da realidade. O típico caso daqueles que fogem de si e acham que assim podem se esconder e viver a ilusão de uma vida feliz e sem maiores complicações.

Ele também pensava assim e por isso mesmo se escondeu no próprio umbigo enquanto o cérebro fazia de tudo para esquecer o dia em que o sol desapareceu.

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Grão de amor


paixao 

Me deixe sim
Mas só se for
Pra ir ali
E pra voltar
Me deixe sim
Meu grão de amor
Mas nunca deixe
De me amar
Agora as noites são tão longas
No escuro eu penso em te encontrar
Me deixe só
Até a hora de voltar
Me esqueça sim
Pra não sofrer
Pra não chorar
Pra não sentir
Me esqueça sim
Que eu quero ver
Você tentar
Sem conseguir
A cama agora está tão fria
Ainda sinto seu calor
Me esqueça sim
Mas nunca esqueça o meu amor
É só você que vem
No meu cantar meu bem
É só pensar que vem
Láia laia
Me cobre mil telefonemas
Depois me cubra de paixão
Me pegue bem
Misture alma e coração

Carlinhos Brown e Marisa Montes

La Sagrada Familia - Rio de Janeiro - RJ


Atendimento - Na marca
Preço - No esquemado
Ambiente - No esquemado
Comida - Jesus I love you

comida

Localizado no centro do Rio de Janeiro e por isso mesmo frequentado por executivos, profissionais liberais e todos os que trabalham por aquela área e que gostam de uma boa comida, o La Sagrada Familia mostra que é possivel se comer bem no centro.

O ambiente é acolhedor e fica num sobrado bem na rua do Rosário, próximo do Tarantino, do Filé com folhas, do Under Grill e do Esch Café (baita concorrência). O bom da história é que toda essa proximidade com outros restaurantes de qualidade, faz com que o La Sagrada Familia se destaque e se torne a melhor opção entre todos.

Os garçons, das duas vezes em que estive lá, precisam ser menos "enrolados", mas não comprometem o atendimento e os pratos chegam e saem da mesa sem maiores problemas.

Os pães do couvert (R$ 7,90) poderiam ser melhores, assim como as pastinhas e o destaque é para o zucchini chips. Acho que os pães chegam a mesa frios e são comuns demais, mas isso é apenas mais um detalhe e que assim como os garçons, não compromete o geral.

O ambiente é acolhedor, mas o local é pequeno e mesmo com 2 andares, a disposição de algumas mesas deixa o local meio apertado. A decoração ajuda muito e eu, nas duas vezes que fui, me senti bem a vontade.

Agora vamos ao mais importante, que é a comida e que comida. Qualidade, sabor, variedade e apresentação. Os pratos são fantásticos, cada um melhor do que o outro e o forte são as massas, mas você não vai se decepcionar se pedir outra coisa.

Nas vezes em que fui pedi na primeira, gnocchi de aipim gratinado ao pomodoro e parmigiano, com carne assada ao molho ferrugem (R$ 19,80) e na segunda, roast-beef de filet mignon, em crosta de pimenta, fatiado, ao molho de gorgonzola,
cebolas carameladas e batatinhas salteadas em ervas (R$ 30,50). Os dois pratos são dignos de nota máxima, em especial o rosbife, que estava divino em todos os sentidos. Quem estava comigo, comeu gnochi de aipim ripieno de carne seca e requeijão (R$ 20,90) (ótimo), polppetone e paglia & fieno ao pomodoro (R$ 20,40) (maravilhoso) e outros pratos de igual sabor e qualidade.

Geral do movimento - 9

La Sagrada Familia
Endereço: Rua do Rosário, 98 - sobrado - Centro - Rio de Janeiro
http://www.lasagradafamilia.com.br/

Ps.: O prato da foto não é servido no La Sagrada Familia e serve apenas para ilustrar o post.

Legendas
Na marca - Regular
No esquemado - Bom
Jesus I love you - Ótimo

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Tem, mas acabou


lagrimas 

Um dia acontece, é a ordem natural das coisas. Seja por desgaste, falta de tempo, reposição inadequada do estoque ou qualquer outro motivo, um dia, o amor acaba e tudo chega ao fim.

Talvez não o amor como sentimento, mas o amor como forma de convivio, como sentimento de querer se estar junto todos os dias, todos os momentos e por que não, por toda a vida.

A razão é indefinida e não tem explicação, apenas o amor continua lá, dentro do coração, mas acaba. Vai se embora de repente e quando menos se espera o que era um mar de rosas se transforma em um profundo vazio.

As coisas até se mantém e fica a amizade e a lembrança dos bons momentos, mas apenas isso, porque dificilmente o amor retorna ao ponto inicial. Cada um segue para o seu lado e todo aquele discurso de amor eterno, se transforma em poeira diante da realidade da separação inevitável.

Se você procurar lá no fundo do peito, vai encontrar ele lá, no mesmo lugar, mas agora a espera de um outro sentimento de igual valor para novamente voltar a sorrir.

quinta-feira, 19 de junho de 2008

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Usando por tabela


calcinha1 

Quando você compra ou usa uma nova lingiere, eu a uso por tabela. Ver você se cuidando e cuidando ao mesmo tempo de mim, me excita e me faz bem. Por conta disso, quando você se produz, quando você se valoriza, eu me produzo e me valorizo por tabela.

calcinha2

Existem diversos meios de se produzir, diversos meios de se valorizar e quando você faz isso, você está cuidando de nós e da nossa relação. Quanto mais você se gostar, mais eu vou gostar de você e espero que apenas eu goste, que ninguém mais repare na sua beleza.

Dos tipos mais comuns, as de renda, chamam mais a minha atenção, mas gosto das de algodão e de todas as outras, desde que estejam no seu corpo. Retira-las de você é um prazer, ver você com elas e depois ver você sem elas, é algo mágico.

Parece propaganda de biscoito, mas porque usar algo que foi feito para se tirar ou porque tirar algo que foi feito para se usar? Simples, apenas para me dar prazer.

calcinha

Dentre as de renda, as de algodão e todas as outras, temos as mais cavadas, as mais ousadas, as mais discretas e tantos outros tipos classificaveis e inclassificaveis. Eu gosto de todos, mas prefiro os mais ousados para as madrugadas e os normais para o dia a dia ou seria o contrario e ou tudo isso ao mesmo tempo? Não sei, mas você pode tentar me surpreender e tem todas as chances de conseguir, pois você tem bom senso e bom gosto.

Rosa e azul; amarelo e lilás; preto e caramelo; bege e vermelho, de todas as cores, a que mais gosto e a da sua pele e portanto você pode comprar o arco-iris e todas as cores do mesmo e suas variações, vão ficar ótimas em você e porque não em mim... Afinal, eu as uso por tabela.

Fazer amor de madrugada


sexo 

Depois que as coisas acontecem é que tomamos a decisão de mudar e ao mesmo tempo, de não permitir que essas mesmas coisas aconteçam novamente.

Estavamos lá naquela madrugada fria de outono, brincando com os nossos corpos e mesmo assim não estavamos felizes com nós mesmos, nos faltava algo, nos faltava emoção. Decidimos em conjunto, que iriamos esquentar a coisa e colocamos fogo na casa.

O ruim de tudo isso é que ficamos sem um lar. A nossa casa não era das melhores e por isso não deveriamos ter posto fogo nela, mas o fizemos e com isso vamos ter de dormir na rua.

Dormir ao relento se for ao seu lado, é algo que vale a pena. Se for no molhado, mas se for ao seu lado, não vale a pena ou vale. Tudo depende de que lado da cama você dorme e com que perna você chuta a bola.

Noves fora a parte, fazer amor de madrugada é um dos nossos maiores prazeres.  Você acorda mais ou menos às três e desce pelas cobertas, eu ainda estou dormindo, devo estar sonhando com você, mas ainda estou dormindo. Você é silenciosa e eu não acordo, meu sono não é tão pesado, mas você é leve e sorrateiramente entra debaixo das cobertas.

Seus lábios percorrem minhas pernas, sua lingua passeia pelo meu corpo e você desperta o gigante. Eu acordo achando que ainda estou sonhando e você me beija a boca com sofreguidão. Nossos corpos se entrelaçam e mais uma vez estamos fazendo amor de madrugada.

Nunca estamos cansados para o amor e sempre temos e teremos variações para o tema, seja uma nova peça de roupa, seja um novo corte de cabelo, seja um aumento inesperado ou quem sabe apenas porque é primeiro de abril.

Lugar? Lugares? Acho que o mais inusitado foi e continua sendo mesmo o quarto, pois no resto deles, estamos acostumados e temos de parar de nos apoiar na pia da cozinha, pois estamos começando a estragar o marmore. Acho que também prejudicamos o pé da estante desde a última vez que a utilizamos de apoio, precisamos comprar móveis mais resistentes.

E assim, vamos levando a nossa vida e vivendo os nossos sonhos e fantasias... De madrugada é mais gostoso mesmo.

Eu e você, você e eu


cama 

Muitas vezes pensamos que as coisas podem ser e elas não são. Na maioria das vezes em que pensamos que as coisas podem ser é aí que elas realmente não são, pelo puro e simples prazer de nos irritar.

Porque arrumar a cama se minutos depois vamos desarruma-la de novo? Eu e você não fomos feitos um para outro, mas mesmo assim nos completamos e nos curtimos muito.

Tanto na vertical, como na horizontal, nos damos muito bem e temos pensamentos parecidos. Ainda estamos em fase de adaptação de idéias e reajustes de conceito, mas em breve chegaremos ao ponto G e aí, vamos poder pensar em arrumar a cama.

sábado, 7 de junho de 2008

Um dia desses.


dia 

Eu vou acordar, levantar e despertar para o mundo real. Nesse dia, as coisas serão totalmente diferente e não farei mais nada do que faço hoje. Não vou mais ao Barney e nem ao Fred, não irei mais ao Tommy e nem ao Larry. Vou deixar você sair de casa e nunca mais voltar, vou voar para a sibéria e me perder por lá.

Quem sabe eu fico em bagdá por uns dias? Quem sabe eu também não me perco por lá e me acho no Brasil. Vou dormir do outro lado da cama mas nem por isso vou deixar de te incomodar com meus braços e pernas sobre o seu corpo. Mentir? Não! Para que, se a verdade pode ser uma deliciosa mentira aos olhos dos tolos.

Correr mais cedo para chegar mais tarde. Viver menos para sorrir mais. Deixar de comer rosquinhas importadas e passar a comer menos as nacionais, porque elas têm gordura trans e me fazem mal.

Bife com fritas nunca me fez mal, mas mesmo assim tenho de parar de pensar em você, não sei porque e nem a razão, mas o motivo está estampado no meu rosto. Felicidade? Só quando em posso chorar após perder medo de dormir no escuro. Vou mudar, pode deixar, eu vou mudar. Não hoje e nem amanhã, talvez daqui há alguns anos, mas eu vou mudar.

Faz tempo que não me olho no espelho e assim que acordar, prometo que ao me levantar, vou fazer isso e muito mais, vou comprar um espelho. Olhos? Os meus? Lágrimas? Não, eu não choro por você e nem por mim. Isso que você vê escorrendo deles, é saudade, nada demais.

Saudade liquida sim, parece lágrima, mas não é.

Um dia desses, eu vou acordar, levantar e despertar. Nesse dia, vai ser tarde demais para mudar.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Secret


Esta canção do Maroon 5 é simplesmente sensacional, estou com ela na cabeça até hoje. Consegui o cd (Songs about Jane) e quase todas as canções são excelentes. Vale a pena para quem gosta de uma boa música.

Clipe com o Drº House e Cameron, usando a música Secret

Secret ao vivo mais Ain't no Sunshine.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Nosso ninho II


ninho2 

Eu gosto de lugares arejados e espaçosos, lugares que tenham luminosidade e que transmitam a agradavel sensação de bem estar.

A cama deve ser grande, assim como o quarto, mas não deve ser um estorvo e nem um elefante branco no meio do deserto. Deve ser funcional e prática de ser arrumada e limpa.

ninho3

Mulheres gostam de muitas almofadas e travesseiros, eu não ligo para isso ou pelo menos não tenho nenhuma objeção ao fato de termos vários travesseiros em cima da cama, mesmo que só usemos de fato um deles.

ninho4

Uma boa janela é fundamental e faz com que a luz natural entre no ambiente e isso além de economizar, é mais saudavel.

ninho5

Varandas são bem vindas, em especial se você morar em um apartamento ou casa de 2 andares, o que acho melhor devido ao fator privacidade. Em um apartamento, a sua varanda fica devassada para os outros e em uma casa, o quintal ou a distância da mesma em relação a rua, lhe confere maior conforto.

ninho6

Seja como for, o nosso ninho deve representar e ser o nosso local de repouso e de intimidade. O local onde vamos passar o maior tempo de nossas vidas, pois dormimos pelo menos 8 horas por dia e quando não estivermos dormindo, estaremos fazendo outras coisas mais interessantes, coisas estas que necessitam de um espaço agradavel e confortavel.

Nós


maosdadas3 

Você diz não, eu digo sim e te pego pelos cabelos, jogo contra a parede e te mordo o pescoço... Você suspira, volta a dizer que não eu volto a dizer que sim. Você agora é minha e não vai me escapar, eu novamente lhe forço contra o solo, você geme e sua pernas tremem, eu esfrego meu corpo no seu, meu mebro pulsa, seu corpo responde.

Você diz não eu lhe abro as pernas, sinto teu sexo e você implora por mim, eu digo não e você suplica, pede, chora, geme e se ajoelha... Ali está você, a minha mercê, ao meu controle, entregue a mim e eu lhe uso, lhe faço sofrer, prolongo a sua dor... Você deve me obedecer e sabe disso, portanto de arrasta, rasteja e implora minha atenção, você quer o que só eu posso lhe dar, você quer prazer.

Te puxo pelos cabelos, te levanto e jogo para o lado, eu sinto o teu corpo, tua aflição e seu desejo por mim... Abro suas pernas e sugo teu sexo, você delira, você pede mais, você me sufoca entre suas pernas e me inunda com seu gozo e eu gozo com o seu prazer... Você desfalece mas eu ainda não estou saciado, eu preciso te ter, preciso sentir o meu corpo dentro do seu.

Te puxo para junto de mim e você diz não, eu digo sim e lhe estalo a coxa com minha mão, você grita mas pede por mais, eu seguro a mão, não tenho a intenção de lhe machucar, mas você precisa e sentre prazer e eu estalo a sua coxa mais uma vez e outra e outra, suas pernas estão vermelhas, você respira ofegante e implora que eu complete o serviço e eu digo não.

Você me insulta, eu lhe bato novamente, você é minha. Lhe puxo pelos cabelos e lhe beijo a boca, você morde meus lábios e eu mordo os seus, nós nos mordemos mutuamente e sofregamos de prazer eu não mais resisto e lhe penetro com força. Você grita, me arranha as costas, eu lhe aperto forte e deixo a marca de minhas mãos em seus braços. O nosso amor e selvagem, agressivo, prazeroso, delicioso, é o nosso amor.

Exaustos desfalecemos um ao lado de outro e você repousa sua cabeça em meu peito, eu lhe afago os cabelos e ali adormecemos, com o sol como testemunha e o mar como nosso cobertor.

sábado, 31 de maio de 2008

Arte de contato, a arte do contato.


toque 

É sempre dificil convencer uma pessoa de que as coisas não são como ela pensa, mas se existe uma chance, mesmo que remota, devemos tentar.

É claro que não existem e nem vão existir formulas mágicas, do tipo que resolvem tudo e em especial porque cada um tem seu estilo, seu jeito e seu modo de ser e de fazer as coisas.

Eu faço do meu jeito e é mais ou menos esse meu jeito de fazer que eu vou passar, não querendo que você o siga fielmente e nem que depois disso, se decepcione ou ache que as coisas nunca vão funcionar, pois como eu disse, o que pode ser bom para você, pode não ser bom para outras pessoas.

A arte do contato, nada mais é do que a arte de contato, a arte que através do contato conquista e seduz. As suas técnicas são simples e não é necessário nenhum tipo de aprendizado especial ou habilidade especifica.

Em breve, vamos falar tudo sobre a arte de contato.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Pêra, uva ou maçã?


seios 

O que é bonito, dizem, é para se mostrar e porque não em um belo decote. Seios fazem parte da anatomia feminina e são lindos, ainda mais se bem cuidados e exibidos com maestria, em um eterno jogo de mostra e esconde.

Eu sou fascinado pelo poder que um decote pode proporcionar a uma mulher que saiba usá-lo. Vestidos de alças finas, seios proeminentes e um generoso espaço de visão, faz com que a imaginação se solte.

decote

A ousadia feminina deve ser total, pois as que sabem se utilizar de seus atributos em prol de exibir o que tem de melhor, podem mostrar todo o seu charme com elegância e sem vulgaridade.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

sábado, 24 de maio de 2008

domingo, 11 de maio de 2008

Aqui estamos nós


pessoas 

É, mais um dia de rotina e mais um dia de coisas a serem feitas e a serem desfeitas. Nada demais e nada de menos, apenas coisas a serem feitas com esmero, carinho e muito amor.

O que seria do mundo sem amor? Nada! Mas ao mesmo tempo, o que seria do mundo, sem as coisas que acontecem todos os dias com todas as pessoas?

Nada acontece por acaso e o fato de eu gostar de você não é por acaso, porque eu gosto mesmo de você e você gosta mesmo de mim. Por isso e por mais um monte de coisas, você gosta de mim e eu gosto de você, somos assim e vamos continuar a ser assim.

Morenas, modo de usar


morena 

A cor dos cabelos não deveria ser usada para se definir se uma mulher é loira ou morena, mas sim, é usada e em um passe de mágica transformamos uma loira em uma morena e vice e versa.

Diferenças visuais a parte, dizem que as morenas são mais "quentes" que as loiras, mas isso é apenas mais uma lenda do imaginário popular, pois ambas são mulheres e como tal, não podem ser classificadas sexualmente, de acordo com a cor do cabelo ou da pele.

Todas as brasileiras tem fascinio pela cor morena, pela pele bronzeada e por isso mesmo, mesmo as loiras, um dia sonham em ser morenas de fato, ou pelo menos, ter a pele morena.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Loiras, modo de usar


loira 

Algum tempo atrás eu preferia as loiras, mas realmente não sei porque, simplesmente as achava mais atraentes que as morenas. Apenas isso, não tinha motivo aparente, mas creio que pode ter sido pela pele alva e pela chance de encontrar algo que muito admiro, mas que não vou divulgar aqui.

Não temos muitas diferenças entre loiras e morenas, ainda mais quando muitas loiras existentes hoje, eram morenas anteriormente. Visualmente falando as loiras chamam muito mais atenção e isso é fato, e ficam mais bonitas com tons fortes, que constrastam com a pele.

O fascinio que elas exercem nos homens, creio eu, que vem da indústria cinematográfica com o mito Marilin Moroe e com o fato de ser dificil, pelo menos no Brasil e nos paises latinos, de se encontrar loiras "originais" e não fabricadas pela indústria cosmética.

loira 

Os homens dificilmente resistem a uma loira, mas o mesmo não acontece com as morenas, simplesmente porque uma loira, independente de sua aparência fisica ou do que esteja vestindo, sempre chama a atenção. Sexualmente falando as loiras são tão mulheres quanto as outras e se alguém lhe disser que são isso e são aquilo, não acredite, mas por via das dúvidas tente fazer a prova dos nove.

Se você é loira, parabéns, senão, pense na hipotese de mudar, mas avalie bem se você tem condições de ostentar os fios dourados que abrem muitas portas, mas trazem uma grande carga de responsabilidade.

Imagens do post: Google

O poder da atração


olho1 

Achava que estava em casa e quando me dei conta eu estava no bar, na rua, caminhando pela esquina mais próxima daquilo que eu me tornara, um ser sem identidade e tudo porque resolvi lhe abandonar.

De certo não faria isso, mas a distancia de tudo o que fomos um dia me fez repensar as coisas e ver que não seriamos mais como antes e eu não sonhei com um final sem cor.

Vislumbrando possibilidades posso chegar ao momento em que nós estávamos no lago olhando o infinito ou posso chegar ao momento em que definitivamente decidimos parar de lutar e nos entregamos a monotonia do dia a dia.

Os lençóis eram ainda de qualidade, mas perdemos o prazer de estarmos sobre eles ou debaixo deles e com isso, perdemos o prazer de fazer o que mais gostávamos. Fomos nos tornando caricaturas de nós mesmos, sem perceber é claro, sabíamos, mas não percebíamos que um dia isso podia acontecer e cada vez mais nos distanciamos um do outro e fomos seguindo nossos rumos.

Achava que estava em casa e quando me dei conta eu estava no trem, no carro, viajando pela cidade mais próxima daquilo que eu me tornara, um ser sem identidade e tudo porque resolvi me abandonar. Procurava por mim em rostos disformes, em corpos esguios, em longas madeixas e lábios carnudos.

Procurava por você e por mim ao mesmo tempo, sem saber o porque, mas procurava e como já era esperado, eu não achava. As pessoas são assim, se perdem em divagações a cerca do nada e quando veem estão no meio do oceano sem saber nadar.

É engano pensar que somos fortes a ponto de suportar a dor da separação. Não somos e não suportamos, por isso sempre estamos a procura de algo, de alguém, que preencha esse vazio que fica em nós a cada vez que nos abandonamos e vagamos com a nossa mente sem destino e sem motivo aparente.

Por mais que pense o contrário, o quente não esfria e o frio não esquenta. O que era quente morre e o que era frio nasce. Eu não queria te abandonar, eu não queria me abandonar.

As vezes eu acho que estou na rua, no bar, no trem, no carro, caminhando pela esquina mais próxima, viajando pela cidade mais próxima e não. Não estou em nenhum desses lugares e nem em lugar algum, estou apenas no seu pensamento, apenas na sua vida.

Imagem do post: Google

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Viva e deixe viver


vida 

Existem pessoas, na verdade não podem ser chamadas de pessoas, mas sim de criaturas, que fazem de tudo para não viver e ainda por cima impedem que outros possam viver.

É simplesmente por conta dessas criaturas que muitas pessoas deixam de ser felizes ou pelo menos demoram bem mais a alcançar a tal felicidade. Criaturas assim, não sei porque, ainda insistem em vagar pelo mundo.

O problema dessas criaturas é que a vida delas, se é que podemos chamar isso de vida, se resume única e simplesmente ao fato de impedir a felicidade alheia e achar que assim são ou estarão sendo felizes, mas não percebem que apenas estão fazendo o mal para outras pessoas. Direta ou indiretamente.

Eu tento mas não consigo entender e ao mesmo tempo fico cada vez mais confuso com os acontecimentos a cerca dessas criaturas.

vida1

Uma mulher apaixonada, pode impedir a felicidade de seu parceiro quando ele simplesmente deixa de gostar dela e se interessa por outra. Ela poderia apenas aceitar o fato e deixa-lo ir, mas não, como uma criatura, ela prefere mante-lo preso ao seu mundo, mesmo sabendo que ele não está feliz ali e que ela também não será feliz.

Assim, o mesmo acontece com o homem que aprisiona a sua amada, com quem aprisiona os sentimentos, com quem vive de ilusões, com quem sofre platonicamente e com todos aqueles que se ocupam de impedir a felicidade alheia.

Por mais poder que eu tenha para aprisionar ou subjugar alguém, jamais devo usa-lo em beneficio próprio ou para, simplesmente, fazer valer a minha vontade. Em se tratando de sentimentos, de seres humanos, temos de deixa-los livres para que em liberdade, eles possam se tornar maiores e nos fazer maiores.

Pense nisso e se liberte, liberte o seu coração dessa prisão.

Imagem do post: Google

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Se descubra por inteiro


ela

O prazer solitário é muito mais antigo do que pensamos e nem sempre ele está associado a solidão. Ele sempre foi e continua sendo indicado para que você conheça o seu corpo e a si mesmo.

As mulheres são as que mais se beneficiam do mesmo e deveriam ter esta prática afim de que possam se conhecer melhor e ao mesmo tempo ajudar o parceiro a explorar todas as partes que ela mais gosta de ser tocada e do jeito que ela gosta.

Uma pessoa pode e deve se tocar por inteiro, sem vergonha e sem medo, pois somente desta forma poderá se sentir e sentir as nuances e os detalhes de cada parte de seu corpo. Este toque pode ser no banho, enquanto a água cai sobre o corpo ou enquanto se ensaboa.

Pode ser na cama, embaixo dos lençóis. Pode ser em vários lugares e em diversas ocasiões, mas deve ser feito com calma.

Uma mulher que se conhece, se solta muito mais e lida com o seu corpo de forma muito mais natural. Um homem que se toca, sabe exatamente onde, quando e como. Um casal que se toca tem muito mais prazer.

Seja sozinho ou acompanhado, toque-se e se deixe tocar.

Imagem do post: Google

terça-feira, 15 de abril de 2008

Prepara aquela lingerie


lingerie 

Quem é que não gosta e aprecia uma bela lingerie, daquelas que saltam aos olhos e tornam o prato principal muito mais saboroso?

Todos gostam, mas existem pessoas que não acham que uma bela lingerie faça tanta diferença, afinal, o melhor fazemos sem ela.

Eu acho que toda a mulher deveria ter a lingerie do dia a dia, a do trabalho, a do batente e a noturna, a lingerie dos momentos especiais. Calcinhas mais ousadas, sutiãs mais bojudos e salientes, pequenas camisolas (Nesse caso, acho que elas devem ser usadas sem nada por baixo) e muita criatividade.

Criatividade para a hora de tirar peça por peça, para hora de mostrar a peça no corpo para o amado, criatividade para ousar e surpreender o parceiro com novas cores, tamanhos e formatos.

Uma lingerie pode ser apenas uma lingerie, um simples pedaço de pano com rendas, mas ao mesmo tempo, pode ser a pele que irá transformar uma noite comum em uma noite de sonhos e muito prazer.

Ps.: Invente, tente, use e abuse de uma lingerie diferente e original. Seu parceiro agradece.

Imagem do post: Google

terça-feira, 25 de março de 2008

Amizade colorida


maosdadas2_thumb[1]

Falei sobre este tema em comunidade sobre o assunto no Orkut e não imaginei que depois de tanto tempo, alguém ia se lembrar de meus comentários e me solicitar um conselho.

Em primeiro lugar não sou dono da verdade e, portanto caro amigo, siga os seus instintos, pois quem está vivenciando a situação é você e não eu.

Bem vamos ao seu "caso"...

Todo o seu humano tem um que de impulsividade dentro de si e é essa impulsividade que faz com que façamos coisas "sem pensar". O problema é que essa impulsividade é passageira e depois que cometemos a nossa "loucura", nos sentimos culpados e queremos esquecer o que passou e o que vivemos.

Como na maioria das vezes isso não é possível por uma série de motivos, começamos a procurar e a inventar uma série de desculpas que nos faça "fugir" do problema ou que pelo menos adie uma tomada de decisões.

O seu caso é muito comum e essa é uma desculpa das mais usadas, o lance da idade, o fato de uma pessoa ser mais velha ou mais nova que a outra. O que pude "entender" pelo seu relato, é que ela ainda sente algo por você, mas não quer admitir e por isso usa a idade como desculpa.

Tentar conversar com ela sobre isso, pode não funcionar, pois com certeza tem muito mais coisas envolvidas nessa história e, portanto, antes você precisa tentar descobrir que coisas são estas. Podemos ter a família dela, que talvez não aceitaria a relação, podemos ter os amigos que fariam gracinha, podemos ter diversos fatores que façam com que ela recue e use a idade como desculpa.

Se conseguir descobrir estes fatores, as coisas podem ficar mais fáceis para você e aí você precisa mostrar a ela que isso não será impedimento para o relacionamento de vocês.

Agora como você me perguntou, se devia insistir ou deixar como está, lhe respondo que isso depende do quanto você realmente quer que essa relação aconteça. Se ela dá sinais de que ainda nutre um sentimento além da amizade por você e se você quer mesmo que as coisas aconteçam entre vocês, vá fundo!

Obs.: A vida é uma só, ou vivemos o hoje ou amanhã não teremos nada para nos lembrar e nem como voltar aos momentos que passaram.

Obs 2.: Como não me custa nada e gosto de ajudar, quem precisar de uma palavra amiga, um aconselhamento sem compromisso ou coisa do gênero sobre qualquer assunto, pode me escrever através do e-mail: docespalavrasrudes@gmail.com e se der eu respondo aqui no blog.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Nós dois


corpos_thumb1

Nós dois podemos ser mais do que um, podemos formar uma unidade perfeita e a prova de qualquer crise. Mas como faremos isso sem sairmos machucados?

Não sei e gostaria que você não soubesse, pelo menos assim, teríamos o prazer de curtir todos os momentos pelos quais um casal deve passar.

As brigas, os ciúmes, as conversas ao pé do ouvido, as confissões, as taras, as manias, as fantasias e todo o resto.

Vamos viver e seja o que Deus quiser.

sábado, 22 de março de 2008

Nosso ninho


ninho_thumb1

Tem que ter espaço, espaço ao ponto de podermos nos jogar aonde for sem preocupação, de podermos curtir sem problemas.

O nosso ninho tem que ser nosso mesmo, ter a nossa cara e o nosso jeito, o nosso estilo e o nosso gosto. Uma boa vista, banheiros separados e uma grande cama.

Sexo? Todos os dias, na verdade apenas de segunda a domingo, senão podemos não aguentar, mas creio que sete dias na semana já está de bom tamanho.

De verdade mesmo, o nosso ninho pode até não ser tudo isso, mas se tiver você, já vai ser o melhor ninho do mundo.

Pise em mim III


pes3_thumb[1]

Bom, isto é real, eu adoro salto. Não para usar é claro, mas adoro ver mulheres de salto. Estudos "comprovaram", não acredito muito em estudos, que o salto pode facilitar o orgasmo, mas isso é outra história e por enquanto é só mais uma falta do que fazer desses "estudiosos".

O fato é que eu realmente gosto e tenho muito apreço por pés desnudos, principalmente os que "vestem" uma linda sandália de salto. Sapatos também são bem vindos, mas a maioria esconde os pés e por isso, eu acho muito mais visualmente excitante, uma boa sandália.

Mas os pés precisam corresponder a sandália e a mulher não deve se violentar usando coisas que não combinam com ela, apenas para agradar. A mulher deve ter senso critico e boa escolha, para usar o modelo ideal a sua altura, biótipo e formato dos pés.

Não adianta entrar em uma loja e colocar qualquer coisa no pé, achando que com isso estará abafando ou coisas do gênero. As mulheres mais altas ficam melhores de salto, pois o mesmo não parece algo forçado, as mulheres mais baixas tem a tendência a escolher saltos mais altos e com isso se movimentam de forma artificial, perdendo a naturalidade.

Vi outro dia, em um paraíso de sandálias, formas e cores, uma linda mulher, muito alta, esguia e loira. Ela experimentava uma sandália de faixas, daquelas que se amarram ao tornozelo e sem salto. Confesso que por mim, ficaria ali, a admirar aquela cena, mas tive de ir...

Ela, pela sandália com que entrou na loja e pelas que estava experimentando, tinha um ótimo gosto para calçados e sabia valorizar a sua altura e seus pés. Um tanto grandes, mas não desproporcionais.

E é assim que as mulheres têm de fazer, não dá para usarem sempre o mesmo tipo de calçado, mas uma sandália, um lindo pé desnudo e uma mulher inteligente, têm poderes inimagináveis.

Se todas as mulheres fizessem bom uso desse poder, o mundo seria delas.

Imagem do Post: Google

Pise em mim II


pise em mim i

Pétalas ao chão, você está em minhas mãos e eu sou todo seu. Peça-me de verdade e me jogo aos seus pés. Não submissamente e nem passivamente, mas merecedor de seus encantos e ciente de sua magnitude.

Peça e me terá como nunca teve nada nesta vida. Peça e mereça me ter, pois assim poderei ser sempre seu e estar a sua disposição.

Pise em mim mais uma vez com seus pés de fada e se transforme na bruxa que irá roubar para a eternidade, a minha existência.

Imagem do post: Google

Pise em mim I


pise em mim ii

Seus delicados pés, suas lindas pernas, seu corpo. Caminhando com graça e leveza, você me encanta e fascina, mas não sabe o quanto eu a admiro e venero.

Mesmo que saiba, não pode mensurar o quanto e se soubesse, pisaria em mim, me faria de seu escravo, me humilhando e conseguindo coisas inacreditáveis e inimagináveis.

Mas como você não sabe, eu sigo com minha admiração, adoração e porque não dizer, loucura por você e por tudo o que representa. Cada parte sua, cada pedaço seu, cada gesto seu, cada toque, cada olhar, cada passo... Sua vida, minha vida, nossa vida.

O suave toque de seus pés no colchão macio, o suave toque dos seus pés em minha pele quente. Nós dois, antes, depois, durante e sempre.

Fascinante descoberta do nada aonde o tudo é menos do que temos e aonde o que temos é tudo. Você caminha, eu te sigo. Você volta e eu te recebo.

Amamos, você chora. Brigamos e você ri. Somos cumplices desse caso insolúvel, tripulantes do barco da vida e prisioneiros da armadilha do amor.

Nada temos a dizer, muito temos a fazer. Pise em mim.

Imagem do post: Google / Antonio Rangel

Meu coração por ti gela


meu coracao por ti gela

É sempre assim quando algo que queremos em demasia se coloca a nossa disposição, o nosso coração gela. Não de medo, não de pavor e muito menos de incapacidade, simplesmente gela porque não sabe o que fazer naquele momento para o qual ele tanto se preparou.

Ele é frágil como todo o órgão e simplesmente porque marca o compasso de nossas emoções, é considerado o senhor soberano delas, quando na verdade é apenas um pobre e medroso órgão, que a qualquer emoção mais forte, deixa de bater e nos tira o sabor de viver.

Pobre órgão combalido, engana a muitos com a sua aparência formosa e seu jeito majestoso de ser, mas não a todos e por isso, hoje, não é mais o que era antes. A sua fama hoje é mais parte integrante de nossas fantasias e contos de fada, do que do mundo real, aonde temos tantas outras coisas para nos preocupar.

O coração, como todo o ser frágil, precisa de cuidados especiais e muito "carinho", mas não estou falando de amor e sim de cuidados médicos mesmo. Acabou-se a história de que o amor tudo pode, de que o coração descobre outro coração apaixonado e tudo o mais.

Portanto, deixem o pobre coração quietinho e mantenham a saúde em ordem, que tudo se resolve, se ajeita e vai bem.

Imagem do post: Google

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial